quinta-feira, 22 de maio de 2014

#dia6

O mover profético 

“E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e servas naqueles dias, e profetizarão”. Atos 2:18

Hoje me peguei pensando sobre o mover profético. O quanto esse ministério  ainda precisa ser restaurado e melhor compreendido dentro do corpo de Cristo. No antigo testamento, os profetas foram levantados como verdadeiros porta vozes de Deus. O Espírito Santo era derramado sobre eles e tudo o que eles falavam era a própria voz de Deus. 

Depois de Jesus, muita coisa mudou. Ele era o próprio Deus falando diretamente aos homens (Hb 1:1-2). Mas, após Sua morte e ressurreição algo poderoso aconteceu: o Espírito Santo foi liberado para habitar em todos aqueles que confessassem Jesus como Seu Senhor e Salvador. Que mistério gigantesco é esse! As vezes não nos damos conta do privilégio que nós temos em ter o Espírito Santo, que é o Único que conhece as profundezas de Deus, habitando dentro de nós. E porque Ele habita em nós, podemos profetizar. Profetizar, nesse caso significa, de forma simplificada, ouvir de Deus, geralmente algo relacionado a fatos que envolvem o futuro, seja para nós mesmos ou para comunicar alguém ou a Igreja o que foi falado por Deus. 

Deus pode falar conosco através de muitas formas: Sua palavra já revelada (a Bíblia), Sua voz em nosso interior, também fala através de sonhos, visões, e até voz audivel, se o propósito for bem especifico. 

Mas, todo esse tema ainda gera muita confusão no corpo de Cristo, a discussão aqui seria bem longa. Mas, um versículo que nos ajuda a compreender melhor o propósito e o dom de profecia, depois de Cristo é esse: “Segui o amor; e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar… Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e edificação” 1Co 14:1 e 3. Esse sempre será o nosso norte quando o tema for profecias e mover profético.


Paz,

M.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário