domingo, 1 de março de 2015

#dia282

Tudo é vaidade

“Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades. Tudo é vaidade.” Eclesiastes 1:2
Ontem vi um filme que me fez pensar… Me fez pensar na carência do ego humano que busca se satisfazer sem medir o preço; um filme que me fez pensar na vaidade que não tem limites e que aprisiona, mesmo quando alcança o que quer. Estou falando do famoso filme que ganhou o Oscar de 2014, chamado Birdman. 

Já diria Salomão, o sábio dos sábios, que tudo é vaidade! Todas as glórias passageiras desse mundo são vaidade. Se não levarmos em conta que somos pó e que para o pó tornaremos não entenderemos que temos os nossos próprios limites e que precisamos de Deus para tudo. A realidade da eternidade nos espera e nessa realidade não somos os protagonistas e nem tampouco estamos no centro - somos completamente dependentes de Deus, da Sua graça, amor e bondade!


Paz,
M.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário