quarta-feira, 3 de setembro de 2014

#dia108

Vinho novo em odres novos

“Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão.” Lucas 5:38

Quando uma nova estação se inicia, trazendo os frutos de um trabalho árduo de uma estação anterior, tudo parece lindo e maravilhoso. Mas, junto com um nova estação novas tarefas e uma nova responsabilidade também se iniciam. E para vivermos a plenitude de um novo tempo precisamos estar verdadeiramente abertos, de corpo,  alma e espírito, para o novo e tudo o que esse novo implica.

Viver o novo implica abrir mão do velho. E nesse abrir mão do velho, talvez uma nova forma de pensar, agir e decidir sejam necessárias. Nem sempre isso é fácil. Nos acostumamos com velhos padrões de viver e ser. Mas, precisamos aprender a deixar o velho ir e o novo chegar se não quisermos permanecer para sempre na mesmice. 

Jesus nos ensinou uma lição preciosa a respeito quando falou da párabola do vinho novo. Ele disse que o vinho novo precisa ser colocado em odres novos, pois se eles forem colocados em odres velhos o vinho se estraga. Quando Ele se referiu a odres novos Ele estava se referindo a uma nova forma de pensar. Para aprendermos algo novo tem que haver a desconstrução do velho dentro de nós. 

A princípio o vinho velho pode parecer mais saboroso, porque ele representa o familiar e o conhecido, mas o vinho novo é tudo o que mais precisamos para avançar a conquistar nosso destino completo em Deus. 


Paz,

M.S.


Nenhum comentário:

Postar um comentário