quinta-feira, 23 de outubro de 2014

#dia153

A comparação é o ladrão da alegria

“E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos; Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado. E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas.” Lucas 15:29-31

A comparação é um dos maiores ladrões da alegria. Quando olhamos para os lados e vemos o que os outros tem e a gente não tem passamos a ter um espírito abatido e descontente. É aquele velho ditado popular: a grama do outro sempre vai parecer mais verde do que a nossa! Só que quando olhamos para os lados é natural pensar que o outro não tem que pagar o preço pelo o que tem e isso é uma mentira! Todos tem as suas bençãos e suas dificuldades e toda a benção vem com responsabilidades. 


Cada pessoa recebe de Deus a capacitação necessária para viver e enfrentar aquilo que lhe cabe, por isso não adianta nos comparmos com o nosso próximo, precisamos nos contentar e nos alegrar com aquilo que Deus confiou em nossas próprias mãos. Toda a semente que Deus confiou em nossas mãos tem o poder de multiplicação, vai caber a nós saber administrar tudo aquilo que Ele confiou a nós. Mas, se fircarmos olhando para os lados nunca sairemos do lugar. Por isso não perca tempo se comparando. Você é único, tua história de vida é única. Viva com intensidade tudo aquilo que Deus te deu e seja feliz! 

Paz,

M.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário